Área Restrita

Últimas Notícias

Obrigações do Dia

  • 19/Julho/2019
  • IRRF | Imposto de Renda Retido na Fonte.
  • Cofins/CSL/PIS-Pasep | Retenção na Fonte.
  • COFINS/PIS-Pasep | Entidades financeiras.
  • DCTF Mensal | Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais.
  • Informe de Rendimentos Financeiros - PJ
  • INSS | Previdência Social.

Indicadores Econômicos

Moedas - 16/07/2019 13:14:07
  • Nome
  • Compra
  • Venda
  • Comercial
  • 3,758
  • 3,758
  • Paralelo
  • 3,740
  • 3,930
  • Turismo
  • 3,610
  • 3,910
  • Euro
  • 4,214
  • 4,216
  • Iene
  • 0,035
  • 0,035
  • Franco
  • 3,803
  • 3,802
  • Libra
  • 4,663
  • 4,665
  • Ouro
  • 169,950
  •  
Mensal - 06/05/2019
  • Índices
  • Fev
  • Mar
  • Inpc/Ibge
  • 0,54
  • 0,77
  • Ipc/Fipe
  • 0,54
  • 0,51
  • Ipc/Fgv
  • 0,35
  • 0,65
  • Igp-m/Fgv
  • 0,88
  • 1,26
  • Igp-di/Fgv
  • 1,25
  • 1,07
  • Selic
  • 0,49
  • 0,47
  • Poupança
  • 0,50
  • 0,50
  • TJLP
  • 0,59
  • 0,59
  • TR
  • -
  • -

Investimento direto no país atingiu US$ 5,23 bi em setembro

Os investimentos diretos no país (IDP) somaram US$ 5,233 bilhões em setembro, de acordo com o Banco Central (BC).

O resultado ficou abaixo das estimativas apuradas pelo Projeções Broadcast com 20 instituições, que indicavam de US$ 5,8 bilhões a US$ 7 bilhões, com mediana de US$ 6,5 bilhões.

Pelos cálculos do Banco Central, o IDP de setembro indicaria entrada de US$ 6,5 bilhões. A estimativa da autarquia foi feita com base nos números até 22 de setembro, quando o país havia registrado entrada de US$ 4,6 bilhões em recursos externos pela conta do IDP.

No acumulado de 2016 até setembro, o ingresso de investimentos estrangeiros destinados ao setor produtivo soma US$ 46,335 bilhões. Já a estimativa do BC para este ano é de US$ 70 bilhões de IDP.

No acumulado dos últimos 12 meses até setembro deste ano, o saldo de investimento estrangeiro ficou em US$ 73,197 bilhões, o que representa 4,12% do Produto Interno Bruto (PIB).

INVESTIMENTO EM AÇÕES
De acordo com o BC, o investimento estrangeiro em ações brasileiras ficou positivo em US$ 113 milhões em setembro.

Em igual mês do ano passado, o resultado havia sido positivo em US$ 276 milhões. No acumulado deste ano, o saldo está no azul em US$ 7,535 bilhões. De acordo com o BC, os investidores estrangeiros deixarão saldo positivo de US$ 9 bilhões em ações este ano no país.

Já o saldo de investimento estrangeiro em títulos de renda fixa negociados no país ficou negativo em US$ 3,368 bilhões em setembro e negativo em US$ 18,920 bilhões no acumulado do ano até o mês passado.

Para 2016, a estimativa do BC é de saldo negativo de US$ 18 bilhões na renda fixa.

Em setembro do ano passado, essas aplicações em renda fixa estavam negativas em US$ 3,605 bilhões e, no acumulado de janeiro a setembro de 2015, positivas em US$ 15,114 bilhões. O saldo foi de US$ 16,296 bilhões no ano passado.

TAXA DE ROLAGEM
O Banco Central informou que taxa de rolagem de empréstimos de médio e longo prazos captados no exterior ficou em 77% em setembro.

Esse patamar significa que não houve captação de valor em quantidade similar para rolar compromissos das empresas no período. O resultado ficou bem abaixo do verificado em setembro do ano passado, quando a taxa havia sido de 205%.

De acordo com os números apresentados pelo BC, a taxa de rolagem do agregado de títulos de longo prazo, antes chamados de "bônus, notes e commercial papers", ficou em 10% em setembro.

Em igual mês de 2015 havia sido de 257%. Já o total dos empréstimos diretos atingiram 149% no mês passado ante 175% de setembro do ano anterior.

No acumulado de 2016 até setembro, a taxa de rolagem total ficou em 60%. No agregado, os títulos de longo prazo tiveram taxa de 31% e os empréstimos diretos, de 69% no período.

O BC costuma trabalhar com uma previsão de taxa de rolagem de 100% em todos os anos, mas para 2016 sua estimativa é de 60%.

Fonte: dcomercio.com.br - 25 de Outubro de 2016

Site desenvolvido pela TBrWeb
(XHTML / CSS)
AFS Escritório Contábil Ltda
Rua Miguel Couto, 35 - Grupos 503 - Centro - Rio de Janeiro, RJ - CEP 20070 030
Fone: 21 2233 0354 | 21 2516 0792