Área Restrita

Últimas Notícias

Obrigações do Dia

  • 25/Setembro/2019
  • IOF | Imposto sobre Operações Financeiras.
  • IRRF | Imposto de Renda Retido na Fonte.
  • COFINS.
  • PIS/Pasep.
  • IPI | Imposto sobre Produtos Industrializados.

Indicadores Econômicos

Moedas - 20/09/2019 17:35:34
  • Nome
  • Compra
  • Venda
  • Comercial
  • 4,168
  • 4,169
  • Paralelo
  • 4,130
  • 4,370
  • Turismo
  • 4,150
  • 4,400
  • Euro
  • 4,586
  • 4,588
  • Iene
  • 0,039
  • 0,039
  • Franco
  • 4,197
  • 4,199
  • Libra
  • 5,203
  • 5,207
  • Ouro
  • 201,260
  •  
Mensal - 22/07/2019
  • Índices
  • Mai
  • Jun
  • Inpc/Ibge
  • 0,15
  • 0,01
  • Ipc/Fipe
  • -0,02
  • 0,15
  • Ipc/Fgv
  • 0,22
  • -0,02
  • Igp-m/Fgv
  • 0,45
  • 0,80
  • Igp-di/Fgv
  • 0,40
  • 0,63
  • Selic
  • 0,54
  • 0,47
  • Poupança
  • 0,50
  • 0,50
  • TJLP
  • 0,59
  • 0,59
  • TR
  • -
  • -

10 ameaças virtuais que você deve ficar atento em 2019

O ano de 2019 promete ser bastante desafiador no campo da cibersegurança. Afinal, cada vez mais os cibercriminosos tem se profissionalizado e buscado novas formas de atrair suas vítimas, seja via WhatsApp, mensagens de textos, e-mail ou download de arquivos maliciosos. Portanto, todo cuidado é pouco antes de clicar em links ao longo do próximo ano ou repassar mensagens com ofertas milagrosas.

Para te ajudar a ficar mais precavido, o Olhar Digital reuniu algumas potenciais ameaças para o próximo ano, bem como dicas para que você evite problemas. Confira a seguir o que deve movimentar o que deve ser tendência na cibersegurança em 2019.

1 – Ataques de Phishing e vazamento de dados

Não é segrego algum: os dados pessoais e financeiros de internautas são a mercadoria de maior interesse do cibercriminosos online. Por isso, tenha muito cuidado antes de digitar seu nome, endereço, cartão de crédito e outras informações em páginas da internet e aplicativos. Verifique com antecedência se a página possui uma conexão segura, se o domínio está registrado por uma empresa ou pessoa confiável com CNPJ ou CPF, bem como se a informação que te levou até o endereço é realmente verdadeira.

Além dos ataques focados diretamente no usuário, os bancos de dados de empresas também devem ser um grande alvo em 2019 em busca de informações sensíveis. Portanto, forneça e salve seus dados em sites que você realmente precisa. Se possível, dê preferência a inserir manualmente todas as informações na página a cada compra e utilize um cartão de crédito virtual para proteger os números do seu cartão real.

2 – Golpes sofisticados com dados pessoais

Como consequência do número crescente de vazamentos de dados, é possível que 2019 traga mais ataques de phishing super direcionados para o usuário. Segundo o especialista Fábio Assolini, da Kaspersky Lab, esse tipo de ataque tende a chegar já personalizado para o seu alvo, trazendo informações pessoais dele como nome, endereço e até mesmo o CPF. Assim, tende a ficar ainda mais difícil para o indivíduo diferenciar uma mensagem verdadeira de uma falsa.

Por via das dúvidas, a recomendação é a mesma do caso anterior: desconfiar sempre. Se a mensagem se passa por uma instituição financeira ou empresa, entre em contato com esta por outros canais de atendimento para confirmar o conteúdo da mensagem. Além disso, observe a estrutura dos links, construção da página e se há palavras escritas incorretamente nesses sites, já que isso tende a ser um fator importante de denúncia.

3 – Notícias falsas e ofertas enganosas via WhatsApp, e-mail e redes sociais

Em 2018, as chamadas fake News dominaram a corrida eleitoral. No próximo ano, a tendência é que o cenário se repita com outros assuntos importantes do calendário. Portanto, ao receber uma mensagem com uma suposta notícia muito bombástica, procure conferir a veracidade da informação em agências de checagem ou em grandes portais de notícias antes de clicar em seus links.

Da mesma forma, as falsas ofertas também devem dominar aplicativos sociais como o WhatsApp aproveitando de datas importantes do calendário do próximo ano. Desconfie de qualquer mensagem oferecendo, por exemplo, pacote de viagens para o carnaval, ingresso para os desfiles, entradas para a Copa América 2019, promoções de Black Friday ou Dia dos Namorados, kits de maquiagens, eletrônicos e por aí vai. Entre sempre em contato com a loja ou procure por seus registros antes de tomar qualquer decisão.

4 – Ataques financeiros

De acordo com os pesquisadores da Kaspersky Lab, o número de ataques a instituições financeiras também deve crescer na América Latina nos próximos anos. Grupos criminosos como o Lazarus também devem intensificar sua atuação na região em busca de roubos de dinheiro e dados de clientes de bancos. Portanto, para o usuário final, vale a pena ficar em qualquer comunicação recebida via e-mail, SMS ou WhatsApp.

Ainda sobre esse tópico, é importante que o leitor jamais se conecte a Wi-Fi públicos para fazer ações importantes como transações bancárias. Isso acontece porque um criminoso na sua rede pode estar direcionando o seu tráfego para páginas de ataques, bem como interceptando a sua comunicação com instituição financeira para roubar dados.

5 – Distribuição de malware

Velhos conhecidos dos internautas, os vírus e aplicativos maliciosos devem continuar assombrando celulares e computadores ao longo de 2019. Por isso, evite instalar aplicativos vindos de fontes desconhecidas, bem como que prometem entregar jogos e programas pagos gratuitamente. Outra recomendação importante é ter um programa antivírus instalado no seu equipamento, bem como utilizar soluções nativas como o Windows Defender e o Google Play Security.

6 – Ramsonware e mineração de criptomoedas ainda assustam

Após aterrorizar companhias e governos ao redor do mundo, os ataques de ramsonware devem ter uma atuação mais discreta em 2019. No entanto, isso não significa que este tipo de golpe esteja superado: a tendência é que os cibercriminosos foquem ainda mais seus esforços em alvos específicos. Portanto, vale a pena revisar toda a estrutura da sua empresa e a cultura preventiva dos seus funcionários.

Da mesma forma, a queda no valor das criptomoedas em 2018 deve retirar a atratividade dos ataques de mineração ao longo de 2019. No entanto, isso não significa que o usuário não deve ficar atento contra essa ameaça. Verifique sempre o consumo de recursos do seu computador e use software antivírus para limpeza da máquina, bem como navegadores que possuem ferramentas de bloqueio dessas ameaças em sites.

7 – Espionagem internacional

O mundo vive a iminência de uma guerra comercial entre as duas maiores potências mundiais, que pode se espalhar para outras regiões. Nesse cenário, é possível que casos de espionagens industrial cometidas por agentes públicos se tornem ainda mais comuns. Portanto, vale a pena revisar a estrutura de sua empresa e do seu banco de dados para evitar possíveis vazamentos ou roubos de informações estratégicas.

8 – Ataques a equipamentos de IoT

O lançamento das primeiras redes 5G ao redor do mundo deve dar fôlego aos equipamentos de internet-das-coisas (IoT, em inglês). Trata-se de pequenos computadores que serão usados para criar fábricas conectadas, cidades inteligentes, carros autônomos, entre muitas outras possibilidades. Em 2019, é possível que vejamos os primeiros casos de ataques direcionados a este tipo de aparelho com o início da operação do 5G

9 – Clonagem de chips

Um dos golpes que chamou a atenção em 2018 foi a clonagem de chips de operadoras e, consequentemente, de contas do WhatsApp. Conforme publicado pelo Olhar Digital, criminosos usaram esse tipo de ameaça para extorquir familiares de suas vítimas, normalmente pessoas públicas ou empresários de sucesso. A expectativa é que mais golpes como esse ocorram em 2019.

Por isso, fique bastante atento ao comportamento da sua linha telefônica: caso o aparelho fique repentinamente sem sinal, entre em contato com a operadora ou vá até alguma loja para checar se algo aconteceu. Além disso, reforce a segurança dos seus serviços de mensagens ativando a autenticação em duas etapas via aplicativo, evitando o recebimento de códigos SMS.

10 – Ataques a perfis com senhas fracas e sem autenticação em duas etapas

Todo ano é a mesma coisa: os internautas continuam usando senhas fracas para se conectar às redes sociais e serviços online. Isso tende a significar um risco enorme para a sua privacidade online, especialmente se você repetir a mesma palavra-passe em diversos serviços. Para contornar essas ameaças em 2019, comece a usar um gerenciador de senhas gratuito ou pago, como o LastPass e o 1Password.

Outra medida bastante importante, já tocada anteriormente, a ativação de autenticação em duas etapas. Isso tende a exigir uma camada adicional de segurança antes de fazer login em serviços online, protegendo seus perfis quando o bandido já tiver a sua senha. Atualmente, aplicativos como Facebook, Google, Microsoft, Instagram, Twitter, iCloud e outros já possuem suporte a este recurso gratuitamente. Portanto, não há desculpa para não usar.

Fonte: OlharDigital | 02/01/2019

Site desenvolvido pela TBrWeb
(XHTML / CSS)
AFS Escritório Contábil Ltda
Rua Miguel Couto, 35 - Grupos 503 - Centro - Rio de Janeiro, RJ - CEP 20070 030
Fone: 21 2233 0354 | 21 2516 0792